Quanto ganha um Tecnólogo em Serviços Jurídicos e Notariais?

Agora sim, Júnior! Você tocou no ponto que interessa: – DINHEIRO.

Sei que muitos pensam assim, não é mesmo? Porém, creio que mais importante que apenas o dinheiro, estão a sua felicidade, tranquilidade e saúde. Por isso, antes de irmos direto ao ponto, fica aqui uma dica do Tio Júnior pra vocês:

“busquem trabalhar com o que gostam, não foquem apenas em dinheiro, tentem encontrar um ponto de equilíbrio entre uma renda satisfatória e uma boa qualidade de vida.”

Dica genérica, porém sensata rsrs.

Quem nos acompanha sabe que podemos trabalhar como autônomos ou assalariados, por isso, neste artigo eu trarei valores médios de remuneração deste profissional, baseado em pesquisas e conversas com graduados que já estão trabalhando.

Bora lá?

Assalariado (CLT)

Assalariado

Se você leu o nosso artigo ” Aonde o Tecnólogo em Serviços Jurídicos pode estagiar“, certamente ficou por dentro das diversas áreas de atuação, por isso, não vem ao caso citar tudo novamente neste artigo.
Em conversa com graduados em SJN que já estão empregados, e que prestam apenas apoio jurídico-administrativo, os seus ganhos partem de um salário mínimo até R$3.500,00 (três mil e quinhentos reais).
Pra ser mais específico, funciona da seguinte forma:

  • Profissional recém formado com pouca experiência: Remuneração inicial de um salário mínimo à R$1.800,00 (Um mil e oitocentos reais)
  • Profissional formado há 2 anos, com boa experiência: Remuneração variável entre R$1.800,00 (um mil e oitocentos reais) à R$2.500,00 (dois mil e quinhentos reais).
  • Profissional formado há mais de 2 anos, experiente e pós-graduado: Neste caso, os valores podem começar em R$2.500,00 (dois mil e quinhentos reais) e passar, facilmente, da casa dos R$3.500,00 (três mil e quinhentos reais).

Pessoal, lembrando que esses valores podem variar, pra cima ou pra baixo de acordo com a região em que você mora, tempo de experiência, e suas qualificações curriculares como: cursos profissionalizantes; pós-graduações; mestrados; doutorados; premiações; destaques, e etc.

Já apresentamos as remunerações de quem quer trabalhar como assalariado, agora, vamos abordar o pessoal que atua como autônomo.
Como sabem, são muitas as áreas em que o Gestor Jurídico e Notarial pode atuar, sendo assim, irei abordar a média salarial de algumas dessas.

Matérias que podem lhe interessar:

Autônomo

Mediador e árbitro extrajudicial

Mediação e arbitragem

Este profissional, normalmente, cobra por hora de serviço ou, por uma comissão estabelecida entre as partes caso o litígio seja resolvido. Contudo, neste artigo, abordarei a média remunerada por HORA, sem levar em consideração os valores das causas.

  • Profissional iniciante: Cobra em média de R$60,00(sessenta reais) à R$120,00(cento e vinte reais) por hora.
  • Profissional com experiência moderada: Cobra em média de R$150,00 (Cento e cinquenta reais) à R$300,00 (trezentos reais) por hora.
  • Profissional experiente: Aqui, os valores podem variar bastante, começando por R$350,00 (trezentos e cinquenta) à R$1.250,00 (um mil duzentos e cinquenta reais) por hora.

Especialista em Contratos

Especialista em contratos

Neste ramo eu tenho propriedade pra falar, já que sou pós-graduado no assunto e já estou trabalhando no ramo.
Este profissional também pode cobrar por hora e por peça contratual analisada ou elaborada, porém, vou abordar apenas o valor da hora de serviço levando em consideração o nível de experiência deste profissional.

  • Profissional iniciante: Cobra em torno de R$60,00 (sessenta reais) à R$100,00 (cem reais) por hora.
  • Profissional com experiência moderada: R$100,00 (cento reais) à R$200,00 (duzentos reais) por hora.
  • Profissional experiente: Os valores iniciam em R$200,00 (duzentos reais) e podem chegar até R$1.500 (um mil e quinhentos reais) por cada hora de serviço prestado.

É necessário frisar que: o valor pode variar de acordo com a complexidade e a modalidade contratual. Por exemplo, para constituir um contrato social de uma Holding familiar, o profissional pode pedir algo em torno de 20 à 30 mil reais por todo o processo de elaboração.

Perito Grafotécnico

Perícia grafotécnica

Se você fizer uma pesquisa rápida no google sobre a média remuneratória deste profissional, verá matérias afirmando que ele ganha de 3 à 20 mil reais por mês, mas, trazendo pra nossa realidade, isso não é bem assim.

De fato, o Perito Grafotécnico pode cobrar, por cada assinatura, para particulares, o valor de R$3.000,00 (Três mil reais), contudo, você terá de enfrentar os problemas clássicos de qualquer outra profissão como: realidade de oferta e procura; concorrência desleal; tempo de experiência e coisas do tipo. Não vá achando que fará o curso hoje e, amanhã, irá fazer 10 perícias grafotécnicas e faturar 30 mil reais fáceis, ok?

Alguns profissionais da área dizem que a oportunidade de faturar alto existe, porém, o que gera o “pão de cada dia” são as perícias repassadas pelos tribunais e fóruns, onde o valor é baixo, porém, cai com uma certa frequência a ponto de se tornar uma renda passiva complementar.

Controller Jurídico

Controller Jurídico

O controller Jurídico também pode trabalhar como assalariado ou autônomo, prestando serviços a escritórios e departamentos jurídicos, sendo uma das profissões mais promissoras dessa área.

Como assalariado:

  • iniciante: de R$1.800,00 (um mil e oitocentos) à R$2.300,00 (dois mil e trezentos)
  • intermediário: R$2.300,00 (dois mil e trezentos) à R$3.500,00 (três mil e quinhentos)
  • experiente: acima de R$3.500,00

Como autônomo, o valor dependerá da quantidade de escritórios a quem você presta serviços, além disso, você precisará avaliar: Qual será a demanda de trabalho, se será uma prestação de serviços em tempo integral ou apenas acompanhamentos periódicos, entre vários outros fatores que podem influenciar na hora de calcular o custo dos serviços.

O Controller Jurídico autônomo fatura valores que podem iniciar em um salário mínimo, até R$7.000,00 (sete mil reais).

Paralegal ou correspondente jurídico

Paralegal ou Correspondente Jurídico

Para exercer essa profissão, você precisa deter diversas habilidades e prestar serviços variados, por isso, este profissional pode ter lucros expressivos.
É comum o Paralegal adotar outras funções, além daquelas que já exerce, com o intuito de complementar a renda.

Por este motivo, este profissional pode cobrar por hora, por serviço, ou negociar comissões de produtividade.

Por exemplo, em meu caso, sou especialista em contratos mas também faço mediações e arbitragens extrajudiciais, assim consigo somar as rendas para obter um lucro maior.

Portanto, a renda deste profissional pode variar de um salário mínimo até ganhos acima de R$10.000,00 (dez mil reais).

Bom, antes de finalizar é importante ressaltar, mais uma vez, que estes ganhos podem variar por diversos motivos, entre eles, você mesmo. Isso mesmo.

Você precisa estar – constantemente –buscando aprimoramento, melhorando as suas habilidades, desenvolvendo o seu networking e ficando por dentro das novidades digitais que irão elevar o seu nível pessoal e profissional.

O que acharam dos valores? Deixe a sua opinião aqui nos comentários.

Publicado por Portal Paralegal

Somos a primeira – e maior – comunidade a gerar conteúdos sobre a profissão Paralegal no Brasil.

Um comentário em “Quanto ganha um Tecnólogo em Serviços Jurídicos e Notariais?

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: